quarta-feira, 1 de março de 2017

Terapia Ocupacional

A terapia ocupacional promove a reabilitação de pessoas com alterações musculoesqueléticas, decorrentes ou não de distúrbios genéticos, traumáticos ou de doenças adquiridas. Por meio da análise da capacidade funcional e o desempenho das atividades de vida diária e de vida prática propõe projetos terapêuticos específicos.
A intervenção tem como objetivo ampliar o campo de ação, desempenho, autonomia e participação, considerando recursos e necessidades de acordo com o momento e lugar, estimulando condições de bem-estar e autonomia.  A terapia ocupacional contribui com os processos de produção de vida e saúde.

Benefícios: O terapeuta ocupacional utiliza tecnologia assistiva e treinamentos relacionados ao uso desses dispositivos para impactar na melhora funcional. Como exemplo, a prescrição de cadeira de rodas adequada para cada condição física, confecção de órteses em termoplástico para melhora do desequilíbrio muscular dos membros superiores, treinamentos funcionais com uso de tecnologia assistiva e programa de reabilitação específicos para ganho de autonomia.

Indicações: Qualquer pessoa que apresenta alguma dificuldade no desempenho nas atividades de vida diária (alimentação, vestuário, locomoção, comunicação) e na vida prática, de lazer ou laborativa.