terça-feira, 12 de maio de 2020

Nutrição durante a pandemia de Coronavírus



A pandemia de Coronavírus (COVID-19) está preocupando o mundo todo. Nesse momento delicado, temos mais tempo para refletir e oportunidade para mudar alguns aspectos da rotina, especialmente os hábitos alimentares.

A alimentação saudável é fundamental para a saúde em todos os estágios da vida, e é especialmente importante para manter o sistema imunológico em ótimas condições, tornando-se uma ferramenta de prevenção, mas não de cura da COVID-19. Pensando nisso, a Associação Brasileira de Nutrição (ASBRAN) lançou o “Guia Para Uma Alimentação Saudável em Tempos de Covid-19”, que traz diversas dicas para compras, higienização, congelamento e armazenamento de alimentos, entre outras informações. BAIXE O GUIA AQUI 

A  Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO)  orienta a todos que fortaleçam seu sistema imunológico por meio de uma dieta saudável e consciente, evitando desperdícios. O órgão também fornece recomendações para mitigar os efeitos da pandemia na segurança alimentar e nutricional da população:

Fortaleça seu sistema imunológico por meio da alimentação

Aumente o consumo de frutas (pelo menos cinco porções por dia), pois contêm vitaminas A e C, além de antioxidantes, que ajudarão a combater possíveis infecções. Coma legumes (pelo menos três vezes por semana), já que apresentam boa durabilidade, são baratos e ajudarão a mantê-lo saudável, pois são ricos em proteínas e ferro.

Não basta comprar alimentos não perecíveis

Em vez de comprar em grande quantidade alimentos não perecíveis, como macarrão e arroz, compre frutas e legumes! Você comprou frutas e vegetais extras? Não tem problema: higienize, corte e congele. Eles estarão disponíveis para uma próxima preparação. Prefira legumes e frutas em vez de biscoitos, lanches e doces.

Limite as compras de produtos industrializados, como batatas fritas, refrigerantes, biscoitos e sorvetes. Esses alimentos são ricos em calorias e pobres em vitaminas e minerais.
Evite comprar refeições prontas industrializadas, pois a maioria é rica em sódio, gordura trans e calorias.

Planeje sua compra

Compre o que for necessário e justo. Este não é apenas um ato de empatia com outros consumidores que também precisam dos produtos, mas ajuda a evitar o desperdício de alimentos e melhora a economia da sua casa.

Minimize a ida aos centros de abastecimento durante a pandemia. Em caso de extrema necessidade, faça uma lista de compras e use-a. Você pode esquecer itens ou comprá-los por impulso.
Faça compras em horários alternativos ou no sistema online, isso economiza tempo e contribui para o distanciamento social, tão importante neste momento. Não deixe de comprar com antecedência, pois muitas lojas precisam de um ou dois dias desde o pedido até a entrega.

Não jogue fora suas sobras

Se você cozinhar demais, congele suas refeições, evitando o desperdício, além de ter uma preparação pronta para outra ocasião, sem muito esforço. Lembre-se: os alimentos devem estar em boas condições para consumi-los.

Beba bastante água

Beba pelo menos dois litros de água por dia para se manter hidratado. É importante consumir água potável de boa procedência, filtrada, fervida ou tratada com hipoclorito de sódio, previamente ao consumo.

Faça seu orçamento render

Dê preferência à água no lugar dos refrigerantes e sucos industrializados, pois são ricos em açúcares e pobres em vitaminas e minerais, além de serem mais caros.  Dê uma boa olhada no que você tem na despensa e na geladeira. Compre os produtos de acordo com a duração, considerando alternativas de baixo custo e faça o consumo de alimentos de forma integral.

Cozinha em família

O confinamento também é uma oportunidade de cozinhar, de introduzir as crianças nessa atividade para que aprendam hábitos alimentares saudáveis desde pequenos, promovendo educação e diversão!.

Podemos também destacar a importância das boas práticas na manipulação dos alimentos, com intuito de prevenir a propagação da COVID19. Alguns cuidados como evitar o consumo de frutas no supermercado ou nas feiras livres, além da aquisição de alimentos porcionados para consumo imediato, podem diminuir o risco de contágio. Prefira a compra de produtos inteiros e realize a higienização prévia ao consumo.

Alimentos não perecíveis como pacotes plásticos de arroz, feijão e macarrão devem ser limpos com álcool 70%. Latarias podem ser higienizadas com água corrente e sabão. Alimentos in natura, como frutas, verduras e legumes, devem ser lavados em agua corrente e em seguida, higienizados em solução clorada (1 colher de sopa de água sanitária em 1 litro de água) por 15 minutos. Em seguida, enxague abundantemente. Após este procedimento os alimentos estarão prontos para o consumo ou o armazenamento em recipiente limpo e tampado.

Por Camila Lucena, Nutricionista - CRN3 14052

Referências

www.asbran.org.br/storage/arquivos/guiaCOVID19.pdf

nacoesunidas.org/fao-dicas-de-uma-alimentacao-saudavel-para-enfrentar-a-crise-da-covid-19/

portal.anvisa.gov.br/documents/219201/4340788/NT+18.2020+-+Boas+Pr%C3%A1ticas+e+Covid+19/78300ec1-ab80-47fc-ae0a-4d929306e38b