sexta-feira, 21 de maio de 2021

O que é LION? - perguntas frequentes



Nas três partes da nossa série sobre o implante laparoscópico de neuromodulador — ou LION (Laparoscopic Implantation Of Neuroprothesis) — falamos sobre todos os aspectos do procedimento. Porém, com tantas novas informações, podem surgir algumas dúvidas.

Listamos as perguntas mais frequentes sobre o LION. Confira:

O neuromodulador pode ser regulado? 

Sim. Os parâmetros da neuromodulação podem ser programados e reprogramados a qualquer instante, de acordo com a necessidade, utilizando-se uma programadora externa.

Posso engravidar? 

Durante o procedimento LION não realizamos nenhum tipo de intervenção que possa impedir uma futura gestação. Assim, as condições para engravidar não são afetadas. Porém, se uma paciente implantada engravidar, o neuromodulador terá que ser desligado durante toda a gestação, pois existe alto risco de deslocamento ou dano dos eletrodos pelas alterações físicas que ocorrem durante a gravidez.

Meu pé vai virar? 

Muitos pacientes observam mudanças no corpo após o procedimento e atribuem tais alterações ao neuromodulador. O pé não muda sua posição após o procedimento. Algumas deformidades estruturais causadas em decorrência do trauma raquimedular podem se tornar mais evidentes e provavelmente serão detectadas pelos profissionais da Equipe Increasing antes ou após o procedimento. Caso sejam observados movimentos inesperados dos pés com a ativação do neuromodulador, você deve avisar aos responsáveis pela neuromodulação da Equipe Increasing.

Os espasmos se agravam após o implante do NMD?

Os espasmos podem melhorar, permanecer inalterados ou aumentar após o procedimento. Infelizmente, isso não pode ser previsto no pré-operatório. Lembre-se de que qualquer situação de estresse pode aumentar os espasmos. Assim, infecções, feridas, alterações de temperatura ou até mesmo o estresse cirúrgico e do pós-operatório podem exacerbar os espasmos, que podem ser controlados, na maioria das vezes, com medicações e Fisioterapia.

Quando eu posso desligar meu aparelho?

O aparelho tem a possibilidade de ser desligado a qualquer momento com o seu controle remoto. Após o procedimento cirúrgico, será realizada uma programação (módulo A) que deve permanecer ligada continuamente. Caso haja alguma sensação de incômodo nas regiões estimuladas, espasmos ou contrações involuntárias frequentes, entre em contato com o seu médico do Increasing.

Eu vou receber algum treinamento em relação ao aparelho?

Você receberá um treinamento ainda no hospital de como manusear o controle do aparelho e de como carregar a bateria do controle e do neuromodulador. A Equipe Increasing estará sempre à disposição para tirar todas as suas dúvidas.

Posso andar com o aparelho conectado no carregador da bateria?

Não é aconselhável. O carregador da bateria do aparelho neuromodulador funciona por telemetria — contato direto do carregador com o aparelho através da pele —, sendo assim, se você estiver em movimento, este contato será dificultado. Além disso, é possível que interferências resultem em desajuste do aparelho, podendo vir a cair.

Posso interromper o carregamento da bateria? 

A bateria do neuromodulador não possui “memória” e pode ser carregada de maneira intermitente, semelhante ao que ocorre com aparelhos celulares. Vale ressaltar que a bateria do aparelho nunca deve descarregar por completo.

Qual a vida útil do aparelho e da bateria? 

O aparelho não tem prazo de validade, já a bateria precisará ser trocada após aproximadamente 10 a 15 anos de utilização, dependendo do modelo implantado. 

Posso passar por detectores de metal?

A passagem por detectores de metais em portas de banco e aeroportos pode desregular o aparelho. Sempre que houver necessidade de passar por portas desse tipo, avise a segurança do estabelecimento e mostre seu cartão de portador de neuromodulador implantado. Você pode explicar que o aparelho é semelhante a um marcapasso.

Quais exames não posso realizar?

O neuromodulador não é compatível com ressonância magnética, portanto este exame não pode ser realizado. 

A proeminência abdominal no local do aparelho é normal?

O aparelho (neuromodulador) é implantado no subcutâneo do abdome (gordura da barriga) e precisa ficar entre 1,5 e 2 cm da superfície da pele. Por conta disso, forma um abaulamento palpável e às vezes visível na parede abdominal.

Existe possibilidade do meu corpo rejeitar o aparelho?

Qualquer material sintético implantado no organismo tem risco de rejeição. A rejeição também pode ser causada pela infecção do neuromodulador. Por isso, todos os cuidados contra infecções devem ser tomados antes e após o procedimento. Qualquer alteração de pele, urina, febre ou outras causas de mal-estar devem ser comunicadas imediatamente aos médicos da equipe de Neuropelveologia do Increasing. 

Eu preciso trocar o aparelho? 

A bateria do aparelho tem uma vida útil de 10 a 20 anos e, após este período, será necessário um pequeno procedimento cirúrgico para sua substituição. Este procedimento é bem mais simples e rápido do que a primeira cirurgia. 

Existe a possibilidade de deslocamento do aparelho?

Como não é possível fixar os eletrodos diretamente aos nervos estimulados, existe o risco de deslocamento, principalmente durante movimentos de torção do tronco durante transferências e outras atividades diárias. Para diminuir este risco, realizaremos um treinamento específico para que você saiba quais movimentos evitar. Neste período de restrição de movimentos — que dura de três a seis meses — você necessitará de um acompanhante para lhe ajudar. 

Quando posso reiniciar a atividade sexual?

Como em qualquer procedimento cirúrgico, será necessário um período de repouso. O retorno à atividade sexual deve ser avaliado caso a caso. A Equipe Increasing irá orientá-lo a respeito. 

Se eu perder o controle do aparelho, como proceder?

Caso isso aconteça, entre em contato com a Equipe Increasing e solicitaremos ao fabricante que entre em contato com você para solicitar a reposição. O custo do controle é de responsabilidade do paciente.

Como eu sei se o aparelho se desconfigurou? 

Dificilmente irá ocorrer a desconfiguração do aparelho. No improvável caso de que isto ocorra, você notará uma mudança no padrão ou ausência dos movimentos quando ligar o aparelho. Se isso acontecer, entre em contato com a Equipe Increasing.

Posso realizar procedimentos estéticos ou terapêuticos com equipamentos de eletroterapia ou eletrocirurgia?

Equipamentos de eletroterapia podem danificar o neuromodulador. Assim, procedimentos que utilizam estes dispositivos necessitam de cuidados específicos e, em alguns casos, não podem ser utilizados. Caso queira submeter-se a algum desses procedimentos, solicite ao profissional que entre em contato com a Equipe Increasing.

Aparelhos como ultrassom terapêutico, posso realizar?

A mesma regra utilizada para aparelhos de eletroterapia deve ser obedecida. Assim, procedimentos que empregam estes dispositivos devem ser evitados na região abdominal e na região pélvica, pois a vibração causada pelo ultrassom terapêutico nos eletrodos pode causar queimaduras nos nervos. É importante salientar que esta restrição somente se aplica ao ultrassom terapêutico. O uso do ultrassom para diagnóstico por imagem não tem nenhuma restrição.

Qual a melhor posição para dormir após a cirurgia?

Como em qualquer procedimento cirúrgico, algumas posições podem incomodar mais para dormir nos primeiros dias, mas, a princípio, nenhuma posição é proibida, desde que sejam tomados os devidos cuidados com as restrições de movimento. 

Para realizar o tratamento eu preciso morar próximo ao Increasing? 

Antes e depois do implante do aparelho (neuromodulador), você necessitará de um longo e intenso período de reabilitação com nossa equipe. Assim, torna-se essencial que o paciente resida a uma distância compatível com suas vindas diárias ao Increasing.

Quais os cuidados com a minha posição corporal após a cirurgia?

— A equipe irá orientá-lo de maneira rigorosa e intensa em relação aos cuidados durante mudanças de decúbito, transferências e outras atividades de vida diária.

— De modo geral, movimentos amplos com o tronco são contraindicados.

— Apesar das restrições de movimento, o paciente deve realizar mudanças de decúbito a cada duas horas, a fim de evitar acúmulo de secreção pulmonar e possíveis feridas e úlceras de pressão (escaras).

Posso realizar movimentos que requeiram a manobra de push-up?

Sim, porém nos primeiros três meses você vai necessitar de um cuidador para ajudá-lo no movimento. 

Quando posso fazer rotação do tronco?

Apesar de o risco de deslocamento do eletrodo diminuir após os seis meses de pós-operatório, ele sempre existirá. Assim, você terá grandes movimentos de rotação, extensão e flexão lateral do tronco. 

Vou poder tocar a cadeira após a cirurgia?

Sim, mas alguns cuidados serão necessários nos três primeiros meses, a fim de evitar complicações. De forma geral, já no dia seguinte à cirurgia, você poderá deslocar a cadeira de rodas em terrenos planos em curtas distâncias, dentro de casa, por exemplo. Progressivamente, após dois a três meses, a Equipe Increasing lhe orientará sobre como progredir para terrenos cada vez mais irregulares e/ou inclinados, sem aumentar o risco de complicações. 

O Increasing dispensa equipamentos (muletas, bengalas, órteses, cadeira de rodas, cadeira de rodas motorizada, scooter etc.)?

O Increasing não dispensa, entrega, vende, aluga ou doa equipamentos, à exceção de alguns tipos de órteses específicos. 

Posso utilizar rolinhos, travesseiros ou coxim após o implante? 

Sim, desde que respeitadas as limitações de movimento do pós-operatório. O travesseiro pode ser colocado entre as pernas, mas não pode ser muito largo para evitar dores na região lombar. Os rolinhos com diâmetro de 30 cm podem ser utilizados atrás dos joelhos (região poplítea). 

No período pós-operatório, posso fazer os exercícios da Fisioterapia Respiratória em casa? 

Você será orientado a realizar uma série de exercícios em casa. Caso queira realizar algum exercício diferente dos prescritos, consulte a Equipe Increasing para orientações antes de iniciar o novo treino. 

Os exercícios da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional causam dor?

Os exercícios podem causar um cansaço moderado durante o processo de reabilitação, sendo este comum nos primeiros meses e/ou no processo de recrutamento muscular e condicionamento físico. Caso sinta dores, comunique imediatamente aos membros da Equipe Increasing.

Posso realizar bronzeamento artificial?

Cicatrizes têm maior risco de desenvolvimento de câncer de pele. Portanto, o bronzeamento artificial não é recomendado nos primeiros seis meses após a cirurgia. Para o bronzeamento natural, deve-se sempre cobrir as cicatrizes com curativos opacos ou uma grossa camada de cremes de barreira física (exemplo: Hipoglos® ou Bepantol®).

Colchão com íons magnéticos ou infravermelho está contraindicado?

Colchões magnéticos podem danificar a bateria do seu aparelho e não devem ser utilizados. Já colchões de infravermelho podem ser utilizados, desde que a luz não seja aplicada sobre o aparelho ou as cicatrizes cirúrgicas.

Posso fazer uso de cintas, faixas, blusas e bermudas que possuem a indicação de emagrecer, diminuir medidas ou reduzir celulite?

Cintas ou outros acessórios que pressionem a pele podem causar úlceras de pressão e erosão da pele sobre o aparelho. Portanto, não podem ser utilizados.

Posso lavar meus cabelos após a cirurgia?

É permitido a lavagem dos cabelos sem nenhum problema. Vale somente ressaltar os cuidados com a extensão dos braços e as rotações do tronco durante o banho. Siga sempre os cuidados orientados pela equipe para diminuir o risco de deslocamento dos eletrodos. Os cuidados com a higiene pessoal são muito importantes para evitar infecções pós-operatórias e todas as orientações da Equipe Increasing devem ser seguidas.  

Posso trocar experiências com outros pacientes?

A troca de experiências é sempre saudável. Lembre-se, no entanto, de conferir qualquer informação e tirar todas as suas dúvidas com a Equipe Increasing. 

Apesar dos procedimentos serem parecidos, é importante ter em mente que cada caso é um caso. Assim, discuta sempre todas as suas dúvidas referentes aos procedimentos, terapias ou outras atividades com algum profissional da Equipe Increasing, para que assim possamos manter uma comunicação mais efetiva e direta, sem distorções.